Em Sem categoria


apreciar as flores de um lindo ipê amarelo que plantei e crescia na minha calçada. #SQN


Sou apaixonada por árvores e flores, aliás, na minha casa, ao entrar pelo portão, o convidado já passa por um frondoso alecrim do mato (ou do campo – acho que é a mesma!), arbusto típico do Cerrado.  Ganhei a muda há anos e a promessa é que atrai energias positivas. Tem muita gente que faz vassoura com os ramos do alecrim e varre a casa, limpando tudo! 

Mais alguns passos e há variedades de trepadeiras coloridas e outras flores. Eu adoro essa explosão de cores e não me canso de apreciá-las. 

Mas o quero mesmo contar para vocês é o seguinte: três anos atrás, logo que surgiu a ideia das calçadas inclusivas, fui uma das primeiras do bairro a aderir. Escutei muita gente dizer: “já viu algum cego passar por aqui?” Realmente, não. Mas o que eu pensava é que se algum dia alguém com deficiência visual passasse por ali, ela teria o direito de transitar de forma adequada. O valor da obra foi alto e ainda tive que cortar oito podocarpos que enfeitavam e davam sombra. Depois disso fui ao site da PBH saber que tipo de árvore poderia plantar. Escolhi uma espécie que dá flores brancas e aos trancos e barrancos as duas árvores vão crescendo, muito devagar… 

Em um belo dia, no meu antigo trabalho, houve doação de mudas. Quando olhei só havia sobrado uma única mudinha de ipê amarelo, pelo menos era o que estava escrito na etiqueta. Não resisti e levei para casa. Conhecei a sonhar com um belo ipê colorindo meu passeio. Meu marido não gostou da ideia, reclamou que já havia plantado duas árvores e que o espaço não permitia mais nada. Ganhei pela insistência. Acredita que essa árvore está crescendo mais rápido??? E como não entendo nada de plantas – só aprecio – não percebi que não se tratava de um ipê. Minha irmã foi quem me deu a pista. Ela avistou frutinhos e sabe o que eram??? Goiabas, gente!!! Me senti enganada, fiquei triste, decepcionada! Mas sabe de uma coisa? Passou e estou feliz da vida. Que venham goiabas vermelhas – de preferência – bem docinhas. E que bom será compartilhar com quem passar na minha rua!  Viva a resiliência!!!

Fiz fotos, mas não consegui postar…sniff

Posts recentes
Showing 2 comments
  • tereza
    Responder

    Adorei!

    • admin
      Responder

      Valeu! bjs

Deixe uma resposta para tereza Cancelar resposta

Featured Video Play Icon
Featured Video Play Icon